quinta-feira, 12 de abril de 2018

Tarauaca Acre,Macaco na cidade







Em Tarauaca,por
volta das 13:00 do dia 11 de abril de 2018 ,uma macaco nao sabemos de qual
especie,apareceu
na Vila
Seabra,vindo da reserva de Floresta do IFAC,O ANIMAL Se assustou com o barulho
das pessoas,e vindou
subindo na
torre da Radio AM.Muito gente se impressionou a agilidade do animal.”Aqui na Vila Seabra é comum
Aparecer esses animais selvagens, ja
pareceu, Jacaré, Jabuti,Tatu,Camaleão, Nambú,Preguiça,Quandú,Tamanduá,cobras de
varias espécies, comentou o morador,Vettel
Sales”

sexta-feira, 6 de abril de 2018

RIQUELME AGORA ESTÁ NA ESCOLA


Este é Riquelme de 4 anos 1 dos 2 fihos deixado por Terezinha, jovem de 19 anos que foi óbito no inicio desse ano. Em uma de nossas visitas para investigação de óbito, da Vigilância Epidemiológica, eu a coordenadora Vigilância Benoci Arcanjo, chegamos a residência de dona Genir vó de Riquelme, ela nos apresentou seu neto dizendo que era muito impossível e inteligente. Procuramos saber se estudava ela disse que não. Por 2 motivos: primeiro porque ia arengar com os outros alunos na escola, segundo porque não tinha material para estudar, farda e outros materiais e que não tinha condições de comprar.Nos prontificamos ajudar, orientamos ir a escola matricular a criança, que ajudaríamos no material. Dona Genir, foi à escola Donizete Mota , mas no momento não dispunha de vaga, após uma semana a diretora Sarilândia, ligou para a vó matricular a criança e doou partes do material escolar. E hoje fomos entregar a blusa de farda que tínhamos nos comprometido em doar.



Mostrar mais reações


terça-feira, 27 de março de 2018

Ministro Kassab lança o programa nacional Internet para Todos no Juruá



O ministro da Ciência e Tecnologia Gilberto Kassab fez o lançamento nacional do programa do Governo Federal Internet para Todos, em Cruzeiro do Sul, nesta terça, 27. O evento no Teatro do Nauas atraiu grande número de políticos acreanos tanto da oposição quando da FPA. Estiveram presentes 18 prefeitos, dois deputados federais Major Rocha (PSDB) e Alan Rick (DEM) e os três senadores do Estado, Gladson Cameli (PP), Sérgio Petecão (PSD) e Jorge Viana (PT). Sem falar nos vários deputados estaduais e vereadores dos municípios de todo o Estado. Indígenas de varias etnias e lideranças rurais também participaram do encontro.
No mesmo evento o presidente dos Correios, Guilherme Campos, anunciou um programa de telefonia móvel popular da empresa estatal. O Correios Celular funcionará como uma operadora com tarifas bem mais baixas. Estarão disponíveis aos consumidores acreanos chips e recargas. Em todo o Brasil já foram vendidos mais de 100 mil chips, nos 12 estados estão comercializados. Um selo comemorativo da conquista foi mostrado ao presentes. O presidente da Telebras, Jarbas Valente, também participou da solenidade.
Satélite de tecnologia brasileira
O ministro Gilberto Kassab fez uma explanação detalhada do funcionamento do Programa. “Aceitei o convite de vir em Cruzeiro do Sul porque entendemos que esse programa terá um resultado extraordinário para o Acre. Ele é fruto do programa espacial brasileiro que colocou um Satélite do Governo que vai viabilizar a Internet para Todos. Uma conquista depois de três décadas. Apesar dos cortes rigorosos no Orçamento da União esse programa foi mantido. A sua não interrupção garantiu o lançamento do nosso satélite de R$ 3 bilhões de reais que tem uma capacidade que ultrapassa a somatória de todos os satélites privados em operação no Brasil,” explicou o ministro.
Kassab ainda destacou que o satélite é um bom negócio social para o Brasil. “O seu tempo de vida útil será de 18 anos gerando receitas que nos permitirá a compra de outro satélite que irá substitui-lo daqui a 18 anos. O Brasil digital pode melhorar a qualidade de vida das pessoas. Será usado na segurança para vigiar as fronteiras e controlar o tráfico de drogas e armas. A banda larga gratuita estará disponível para todas as escolas públicas brasileiras. Também será utilizada em todo o sistema público de saúde municipal, estadual e federal para compartilhamento de informações. Além do convênio para a prestação desse serviço com todos os munícipios brasileiro através dos prefeitos. No Acre todas as 22 prefeituras já aderiram ao programa,” informou Gilberto Kassab.
A palavra dos senadores
Até mesmo pelo fato do ministro ser do seu partido, o senador Sérgio Petecão (PSD) foi o grande anfitrião do evento. “Conversei com o ministro e sugeri que o Programa fosse lançado no Juruá. Através do Internet para Todos o Governo Federal quer tirar as pessoas do isolamento e conectá-las com o resto do país e o mundo. Penso que no Juruá um dos lugares mais isolados do Brasil temos uma grande necessidade dessa integração. Conversei esses dias em Cruzeiro do Sul com índios de várias etnias que estavam muito felizes em terem essa oportunidade de se conectarem nas aldeias. Isso vai ajudar muito na saúde e na melhoria da informação. Mas isso é uma coisa tão grande que preciso ver esse sonho ser realizado na totalidade,” afirmou Petecão.
Jorge Viana destacou a parceria que sempre que teve com o ministro Kassab de longa data. “Para mim é um momento muito especial e buscamos que isso aconteça faz tempo no nosso país. A internet e a telefonia nos une a todos. Kassab lutou muito por um orçamento adequado para a ciência e a tecnologia. Temos centenas de satélites nos céus do Brasil e o único brasileiro é esse que cobre todo o território nacional. Eu batalhei muito como senador para que isso acontecesse. Lutei para que não fosse privatizado e hoje estamos nessa solenidade. Queriam privatizar esse satélite, mas assim podemos colocar a internet nas aldeias, nos altos rios. Porque as empresas só vão em lugares que dão dinheiro. O ministro Kassab conseguiu garantir a internet para os lugares distantes. No Acre temos apagões constantes porque existem apenas duas linhas de cabo de fibra ótica. Não podemos ficar sem comunicação porque os prejuízos para o comércio e os órgãos públicos são enormes.” afirmou Viana.
Transcendendo a barreira partidária
Um dos pontos que chamou a atenção foi a participação de políticos de diversos partidos. Petecão explicou: “Sempre trabalhei procurando socializar as minhas emendas com prefeitos de todos os partidos. Quando o ministro Kassab me garantiu que viria, como coordenador da nossa bancada, fiz questão de ligar para todos os prefeitos do Acre, para o governador Sebastião Viana (PT) e o senador Jorge Viana. Essa discussão está acima de questões partidárias. Esse momento tem uma simbologia muito grande para o nosso Estado.
O senador Gladson Cameli (PP) também elogiou o caráter suprapartidário do evento. “Acho um gesto de grandeza que venham políticos de todos os partidos. Isso mostra o interesse pelo bem comum da população do Acre acima de questões partidárias. É um ano eleitoral e os prefeitos precisam da nossa parceria assim como precisamos da deles. Em poucos estados é possível ver uma união como essa em que prefeitos e parlamentares de lados diferentes da política possam se encontrar em paz. Principalmente num ano eleitoral isso prova que as demandas do Estado estão acima das vaidades políticas.
A prefeita de Brasiléia, Fernanda Hassen (PT) avaliou o fato de participar de um evento basicamente promovido pelo Governo Temer (MDB) antagônico ao seu partido e apoiado por senadores e deputados da oposição no Acre. “Primeiro que eu não vejo como parlamentares de oposição, mas sim representantes do Acre. Venho para esse evento representando a minha comunidade, o povo de Brasiléia que me elegeu. Esse programa de Internet para Todos vai de encontro aos anseios populares. Vamos levar essa internet para as nossas comunidades rurais e as nossas escolas e hospitais. Nós já cadastramos mais de 20 pontos no nosso município e estamos esperançosos para que dê certo. Além disso, um evento como esse é uma oportunidade para a gente cobrar dos nossos parlamentares próximos ao Governo Federal as nossas grandes demandas no município. Porque é na nossa porta de prefeitos que os problemas chegam de ramais, de ruas, de saneamento e muitas outras demandas,” afirmou.

Nelson Liano Jr.
Publicado
 
em
 

sexta-feira, 23 de março de 2018

Febre amarela: Vacina sem efeito? Própolis salvador? Fígado paralisado? Previna-se contra os boatos

Desde o início do ano passado, as infecções pela doença aumentaram no Brasil e, consequentemente, também cresceram informações imprecisas e mentirosas sobre os riscos da vacinação.

Resultado de imagem para febre amarela


ma corrente de Whatsapp afirma que a vacina contra a febre amarela não funciona mais porque o vírus sofreu uma mutação. Em outro texto que circula por aí, a "dica infalível" contra a doença é tomar própolis diluído na água ou no suco para se proteger contra o mosquito Aedes aeypti. Mas os especialistas alertam: nada disso é verdade.
Para esclarecer outras informações divulgadas sobre a vacina, o G1 lista vários boatos e explica com a ajuda de pesquisadores porque essas correntes são falsas e/ou imprecisas.
Mutação no vírus afetou a eficácia da vacina?
A mensagem alerta: "O vírus da febre amarela vem sofrendo mutações e mesmo vacinados corremos riscos".
O texto que tem se espalhado diz que a Fiocruz lançou uma nova orientação sobre a febre amarela, afirmando que o vírus vem sofrendo mutações e que, mesmo com a vacina, há riscos de contrair a doença. "Sendo assim orienta para o uso de repelentes a base de icaridina pra todo mundo", diz. "Há um novo vírus mutante nos rondando e para o qual não existe vacina", conclui.
A Fiocruz diz que a mensagem é falsa. A instituição publicou uma nota em suas redes sociais para desmentir os boatos relacionando as mutações do vírus da febre amarela à ineficácia da vacina.
De fato, mutações foram encontradas no vírus da febre amarela em 2017. No mesmo dia da divulgação dos resultados da análise, a própria instituição informou que não havia redução na eficácia da vacina.
Tomar própolis espanta o Aedes aegypti?
Circula pelas redes sociais a informação de que ao tomar de 3 a 6 gotas de própolis por dia é possível afastar o mosquito Aedes Aegypti, capaz de transmitir a febre amarela e outras doenças como dengue, chikungunya e zika virus.
mensagem diz que a própolis entra na corrente sanguínea e seu cheiro é expelido pelos poros, os mosquitos não suportam o cheiro e não picam.
Se fosse fácil assim, não teríamos mais problemas", diz Antonio Salatino, mestre e doutor em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo (USP) e professor sênior da mesma instituição. Ele orienta pesquisas sobre própolis e plantas medicinais e garante que a informação não procede
https://1.bp.blogspot.com/-MbFNtZf_0RQ/WrWfEgeEejI/AAAAAAAANaA/L2p5CNQbc7wQp7RAo3dtdbmHkyrhqXBGQCLcBGAs/s640/famarela.jpg
"Se fosse fácil assim, não teríamos mais problemas", diz Antonio Salatino, mestre e doutor em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo (USP) e professor sênior da mesma instituição. Ele orienta pesquisas sobre própolis e plantas medicinais e garante que a informação não procede.
"A própolis tem muitos efeitos benéficos, mas dizer que pode afastar mosquistos é absurdo", disse o professor.
"Isso não tem nenhum sentido", frisou.
De acordo com ele, não há evidências de que ela libere pela pele substâncias que sejam repelentes.
No caso da febre amarela, vale lembrar que os mosquitos transmissores da versão silvestre são o Haemagogus ou Sabethes. O Aedes aegypti também pode passar a doença, mas apenas quando se torna urbana - o que não acontece no Brasil desde 1942.
A vacina causa meningite, síndrome de Guillain-Barré e encefalopatia?
Uma mensagem reproduzida na internet diz que a vacina da febre amarela não é segura e tem danos colaterais graves, como a meningite, a síndrome de Guillain-Barré e a encefalopatia. O texto, inclusive, traz um link para uma suposta bula da vacina.
"Na bula da vacina contra Febre Amarela consta como reações e danos colaterais: MENINGITE, SÍNDROME DE GUILLAIN-BARRÉ, ENCEFALOPATIA, etc... Aqui a bula disponibilizada no site da Anvisa: http://www.anvisa.gov.br/d…/fila_bula/frmVisualizarBula.asp…, leiam na íntegra, com olhos de Águia!", diz o texto.
Essas informações são imprecisas.
Segundo a diretora da Sociedade Brasileira de Imunizações, Mônica Levi, a vacina tem efeitos colaterais, mas eles acometem pacientes em situações raras - há mais chance de acordo com a idade ou estado de saúde. Sabendo disso, o Ministério da Saúde determinou grupos de risco: bebês abaixo de 9 meses e mulheres amamentando não podem tomar uma dose; idosos precisam consultar um médico para checar se estão aptos para se vacinar.
"É uma vacina de vírus vivo atenuado. Existem sintomas neurológicos, mas é excepcional. A bula precisa constar tudo. Se acontecer uma coisa a cada 30 milhões, bilhões de doses, isso precisa estar na bula, é uma exigência da Anvisa".
Segundo ela, doenças como meningite, a síndrome de Guillain-Barré e a encefalopatia constam realmente na bula. A frequência com que acontecem devido à vacina é muito rara.
"A vacina é muito eficaz e muito segura. O que você tem que avaliar é se você prefere correr o risco de uma reação adversa muito difícil de ocorrer, ou se prefere correr o risco de passar por um surto de febre amarela, que mata entre 30% e 50% dos casos graves", explicou.
Vacina paralisa o fígado?
Circula ainda uma mensagem avisando que a vacina da febre amarela causa paralisia no fígado e que já matou muitas pessoas. O texto diz que a melhor forma de proteção é com inseticida, repelente e telas nas janelas.
Mônica alerta, no entanto, que a informação sobre a paralisia no fígado é imprecisa e que a morte de muitas pessoas não é verdade.
"Pode ocorrer a visceralização devido à vacina, quando o vírus se dissemina nos órgãos e se instala um quadro tão grave quanto a própria doença. Isso já matou gente? Já. Não é nada específico no fígado, também gera insuficiência renal, por exemplo. É uma disseminação do vírus vacinal. Por isso, a gente tem que cuidar em não vacinar imunodeficiente, temos restrições para idosos. São pouquíssimos casos".


g1

segunda-feira, 19 de março de 2018

Mulher ganha bebê dentro de canoa e é levada para maternidade em carroceria de viatura no AC

Mãe vive em seringal no Amazonas e foi para Tarauacá, no interior do Acre, para ter o bebê. Viagem leva cerca de cinco horas de barco. Bombeiros fizeram primeiros atendimentos.




Mulher ganhou bebê em canoa e foi levada para maternidade na carroceria de viatura  no interior do AC  (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)Mulher ganhou bebê em canoa e foi levada para maternidade na carroceria de viatura  no interior do AC  (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)
Mulher ganhou bebê em canoa e foi levada para maternidade na carroceria de viatura no interior do AC (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)
Uma mulher teve bebê dentro de uma canoa quando estava a caminho do hospital na cidade de Tarauacá, no interior do Acre. O caso ocorreu na madrugada desta segunda-feira (19).
A mãe e a criança foram atendidas pelo Corpo de Bombeiros, que levou as duas para a maternidade da cidade na carroceria da viatura. Conforme os bombeiros, como o município não tem Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), o atendimento precisou ser feito pela caminhonete da guarnição.
A família do bebê mora no Seringal Arati, no município do Envira, no Amazonas. A zona rural fica a cinco horas de viagem de barco até a cidade de Tarauacá. Segundo os bombeiros, a mãe e o menino estão internados na maternidade e passam bem.
Corpo de Bombeiros foram acionados para auxiliar no parto em Tarauacá (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)Corpo de Bombeiros foram acionados para auxiliar no parto em Tarauacá (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)
Corpo de Bombeiros foram acionados para auxiliar no parto em Tarauacá (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)
O major Cláudio Falcão, do Corpo de Bombeiros, disse que o marido da grávida pensou que daria tempo para chegar na cidade. Mas, a mulher entrou em trabalho de parto e ganhou o bebê assim que chegaram no porto da cidade.
“Eles saíram desse seringal para ela poder ter o bebê, mas não deu tempo e quando chegaram no porto, ela já estava em trabalho de parto. Foi quando chamaram nossa guarnição. Quando chegaram, ela já tinha ganhado o bebê. Daí, tomaram todas as providências, cortaram o cordão umbilical e levaram para a maternidade”, contou o major.


Por Iryá Rodrigues, G1 AC, Rio Branco

g1 acre.